Proletários de todos os países: UNI-VOS! PCP - Reflexão e Prática

Textos de: "José Lourenço"

Nº 331 - Jul/Ago 2014

Três anos de Pacto de Agressão, um balanço desastroso

Centenas de milhares de empregos destruídos, mais precariedade no emprego, mais desemprego, reduções nos salários e pensões, enorme aumento de impostos sobre os trabalhadores, reformados e suas famílias, cortes nas prestações sociais, na saúde e na educação, perto de 3 milhões de portugueses na pobreza, centenas de milhares de portugueses forçados a emigrar

Nº 327 - Nov/Dez 2013

Dois anos do Pacto de Agressão - Portugal um país empobrecido, mais desigual e mais injusto

Divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) nos últimos meses, os resultados económicos e sociais do 2.º trimestre de 2013, que indiciam uma variação positiva do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,1% e uma descida da taxa de desemprego em sentido restrito de 17,7% para 16,4%, do 1.º para o 2.º trimestre do corrente ano (variação em cadeia), foram imediatamente considerados pelos partidos de direita, pelo Governo e pelo Presidente da República, ávidos de notícias positivas, como os primeiros sinais do início da recuperação económica no nosso país.

Nº 324 - Mai/Jun 2013

A mistificação do «regresso aos mercados»

No passado dia 23 de Janeiro assistimos a uma enorme operação de propaganda em torno do chamado regresso aos mercados por parte do Estado português.

Nesse dia, quase dois anos depois, o Estado português voltou a financiar-se internacionalmente através do Mercado da Dívida Pública de médio e longo prazo. Sendo que a emissão de dois mil e quinhentos milhões de euros de Obrigações do Tesouro foi colocada a um prazo inferior a cinco anos, na sua quase totalidade junto de investidores internacionais.

Nº 322 - Jan/Fev 2013

OE/2013, um orçamento desastroso

A coberto do programa de agressão que o PS assinou em 17 de Maio de 2011, e que PSD e CDS subscreveram, o actual Governo de direita pretende prosseguir, e aprofundar no próximo ano, o ataque a muitas das conquistas que a Revolução de Abril trouxe ao povo e aos trabalhadores portugueses.

Nº 315 - Nov/Dez 2011

Economia nacional - Teses que a vida confirma

A Resolução do Comité Central do PCP de 12 de Fevereiro, evocativa do 90.º aniversário do PCP, refere: «O prestígio e a importância política do PCP só foram possíveis com uma profunda identificação do Partido com os interesses nacionais, defendendo intransigentemente a soberania e a independência do país, expressa na dimensão patriótica da sua acção de sempre. A luta pela libertação do país do jugo do imperialismo – nos planos económico, político, ideológico e militar – foi e é inseparável da acção do PCP ao longo de décadas contra a dominação do país pelas grandes potências e a subserviência de hoje perante a NATO e a União Europeia.»

Nº 311 - Mar/Abr 2011

A crise da dívida pública portuguesa

Durante o último ano, a crise da dívida pública em alguns países da zona euro tem dominado as atenções internacionais. Os governos da Grécia e da Irlanda, respectivamente em Maio e Novembro de 2010, entenderam mesmo pedir o apoio da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), através do Fundo Europeu de Estabilização Financeira, para assim não só procurarem assegurar financiamento externo para a sua dívida soberana (dívida pública), como para obterem esse financiamento a taxas de juro menos elevadas.

Nº 306 - Mai/Jun 2010

O PEC 2010-2013 e suas consequências

O início do corrente ano de 2010 foi marcado em termos políticos pela aprovação, por parte do Governo PS, com apoio da direita parlamentar, PSD e CDS, do Orçamento de Estado para 2010 e pela aprovação, viabilizada pela abstenção do PSD, de uma resolução de apoio ao Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) para o período de 2010-2013, que o Governo de seguida apresentou à Comissão Europeia.

Nº 288 - Mai/Jun 2007

Conferência Nacional sobre Questões Económicas e Sociais

No passado dia  27 de Fevereiro, Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do nosso Partido, no seguimento da decisão do Comité Central fez o lançamento público da Conferência Nacional do PCP sobre Questões Económicas e Sociais, que se realizará nos dias 24 e 25 de Novembro.
Esta é a terceira Conferência Económica que o PCP promove desde o 25 de Abril. As anteriores realizaram-se a 4 e 5 de Junho de 1977, «A Saída da Crise», e, em 30 e 31 de Março de 1985, «A Via de Desenvolvimento para Vencer a Crise».

Nº 282 - Mai/Jun 2006

China o acordar de um gigante económico

«O sucesso de casos como os da China e do Vietname fica a dever-se, em muito, ao facto de não terem esses países caído na adopção do modelo tradicional do “Consenso de Washington” (1) e terem procurado formular e adoptar as estratégias e as políticas mais adequadas  às circunstâncias que viviam e conheciam bem; e de as terem aplicado, não como terapia de choque, mas com a sequência e o ritmo também adequados» – extracto do livro Globalização - A Grande Desilusão, de Joseph E. Stiglitz.